13/10/2013

SEIS!

Imagem: We Heart It

Todo ano, no dia 13 de outubro, sinto a necessidade de escrever algo por aqui. É aniversário do blog, é uma data importante. Por mais que faltem posts nos outros dias do ano, não pode faltar em 13 de outubro, mesmo que seja, geralmente, uma época agitada pra mim, em que o blog tende a ficar em segundo plano.

Criei o Sem Formol Não Alisa em 2007, quando tinha 16 anos e era uma pessoa bastante diferente da Daniela que os escreve hoje. Eu ainda não sabia direito o que faria da minha vida, mas esperava um próximo ano de dedicação total e exclusiva ao vestibular, depois 4 ou 5 anos de universidade, e, por fim, cair no mercado de trabalho. Todos sabemos que isso não aconteceu. Naquela época, eu tinha um blog chamado Capricious, que havia completado seu primeiro aniversário recentemente. Era o único blog meu que durou mais do que um ano até então. Para quem não sabe, entrei para o mundo blogueiro em 2003 e, embora nunca tenha parado de blogar, vivia trocando de nome e/ou endereço, sempre que ocorria qualquer mudança "significativa" na minha vida. Claro que, naquela época de adolescente, tudo parecia maior e mais relevante do que realmente era.

Eu já estava de saco cheio do nome Capricious, quando ouvi a frase "sem formol não alisa", gostei da sonoridade e achei que daria um título, ao menos, curioso para um blog. Foi num sábado de um preguiçoso feriado prolongado, logo após o aniversário do meu pai, que criei o Sem Formol. Desde então, troquei de endereço/hospedagem por razões "técnicas", mas nunca quis trocar o nome do blog. Não me perguntem o porquê do apego que eu não saberia responder.

O segundo colegial terminou e um ano bastante bipolar começou: 2008. Tive um primeiro semestre complicado, repleto de problemas pessoais, que me afastaram completamente do meu objetivo do ano: o vestibular. Nas férias de julho, resolvi levantar, sacudir a poeira e dar a volta por cima. Terminei um relacionamento que só vinha me fazendo mal, estreitei minha amizade com a cúpula, decidi adiar o vestibular para o ano seguinte e tive um segundo semestre maravilhoso.

O Sem Formol, desde o início, cumpriu sua função de ser o meu espaço, onde eu podia escrever o que quisesse, onde eu podia desabafar um pouco dos problemas que me atordoavam, encontrar apoio para as minhas decisões, e contar as coisas boas que me aconteciam. O blog foi especialmente importante no ano seguinte, em que eu decidi estudar para o vestibular sozinha e, claro, me sentia bastante solitária e desorientada. Os poucos, porém fiéis e carinhosos, leitores do blog acompanharam todo o processo, todos os dramas e pequenas vitórias, até o inesperado resultado da Fuvest. Certamente, sem o blog (e sem vocês, claro), teria sido bem mais difícil.

O Sem Formol também acompanhou toda a minha graduação até aqui, bem como todas as mudanças que sucederam o vestibular. A nova cidade, até então desconhecida; deixar de morar com meus pais em uma casa para morar sozinha em um apartamento; não mais ver a cúpula com frequência e conhecer uma porção de gente nova; sair do ambiente da escola para a universidade, completamente diferente, entre tantas coisas.

Quem não tem blog pessoal pode pensar que "é só um blog", mas não é. Através dele, me conheço melhor e construo quem sou e quem serei; e conheço gente incrível, fina, elegante e sincera, que se tornam grandes amigos e apoiadores. Hoje, no aniversário do Sem Formol, só queria agradecer a todos vocês por todo o carinho.

Muito Obrigada.