21/01/2013

Volta às Aulas: 25 Dicas para Vestibulandos + Seleção de Posts

Créditos: Inslee

No ano passado, fiz uma série de posts sobre volta às aulas, incluindo três posts sobre como eu estudei para o vestibular. Esse ano, decidi reunir as dicas que dei aleatoriamente nesses três textos em um único post para facilitar a vida dos vestibulandos que leem o blog. Sei que a faixa etária predominante aqui é um pouco mais alta, mas pode ser que ajude alguém, como aconteceu com os posts do ano passado.

25 dicas para vestibulandos

1. Nem sempre estamos prontos para prestar vestibular ao fim do 3º ano pelas mais diversas razões. Se esse for o caso, não se estresse. Adiar o vestibular por um ano não mata ninguém e pode ser muito benéfico.
2. Se tiver a oportunidade, preste vestibular sem compromisso uma vez. Pode ser como treineiro, se você ainda estiver no 1º ou 2º ano. Se você decidiu por fazer cursinho, preste somente para conhecer a prova. É importante esse primeiro contato para você sentir como é o ambiente e ir mais preparado da próxima vez.
3. Baixe provas dos anos anteriores nos sites dos vestibulares que quer prestar e resolva em casa. De preferência, tire uma tarde toda para isso, se livre de todas as distrações e use um cronômetro para aprender a lidar com o tempo de prova.
4. Se você decidir estudar sozinho, saiba que é arriscado e que isso te exigirá muita dedicação e força de vontade. Eu sempre recomendo fazer cursinho pois ele é feito para facilitar sua vida: professores bons e preparados, prontos para te orientar e tirar suas dúvidas, além de plantões, simulados e tudo o mais. Alguns cursinhos até promovem eventos para relaxar os estudantes, fazem suas inscrições e os levam até os locais de prova. Se você estuda sozinho, terá que cuidar de tudo isso por conta própria.

5. Português se aprende, principalmente, lendo. Leia muito, sempre, e você não terá grandes problemas com gramática, ortografia ou interpretação. Além disso, ajuda horrores na redação. Todo bom escritor é, antes de qualquer coisa, um bom leitor.
6. Conheça os diferentes tipos de texto e as principais regras que regem cada um. Você não quer zerar sua nota de redação porque escreveu um ensaio ao invés de uma dissertação.
7. Você precisa saber atualidades. É cada vez mais presente nas provas de geografia e questões interdisciplinares, além de presença maciça no Enem. Mais fácil do que ler todos os jornais e revistas, principalmente em ano de vestibular, é ler o Guia do Estudante Atualidades, uma verdadeira bênção para os vestibulandos. Os guias trazem tudo o que você precisa saber de importante que está acontecendo no Brasil e no mundo, além de darem dicas preciosas. São duas edições por ano, uma para cada semestre. Recomendo ler as duas no ano em que for prestar vestibular. Além disso, acho que manter-se minimamente informado basta.
8. Preste atenção nas aulas, principalmente de humanas. Se você, assim como eu, não tem paciência para ler seus livros e apostilas de humanas em casa, é fundamental que preste atenção nas aulas.

9. Nas aulas, faça anotações. Elas te ajudam a absorver o que está sendo dito, principalmente se você não tiver boa memória auditiva. Mesmo que você não venha a lê-las no futuro, já tem um efeito positivo. Além disso, é claro, suas anotações podem ser importantes no futuro para fazer revisões e se lembrar de detalhes importantes.
10. Faça um curso de inglês. É importantíssimo e vocês sabem disso. Além das mil vantagens que vocês já devem conhecer, você pode economizar preciosas horas de estudo se já souber inglês quando for prestar vestibular.
11. Se você ainda tem um ou mais anos até o vestibular, pegue as listas de leituras obrigatórias dos vestibulares que pretende prestar e comece a ler alguns livros. Comece por aquele gênero ou escola literária que te agrada mais e alterne com outros tipos de leitura. Vai te poupar tempo precioso no futuro.
12. Leia o máximo que puder sobre as leituras obrigatórias. Não só os livros mas tudo o que encontrar a respeito deles, do autor, da escola literária, do contexto histórico, etc. Essas informações podem ser mais importantes do que o próprio livro.
13. Biologia tem umas "decorebas" bem chatas e muitos nomes. A sorte é que, a maioria deles é fácil de deduzir analisando a construção do nome. Comece a prestar atenção nos prefixos e sufixos e no que eles significam. Ajuda demais.
14. Para mim, biologia sempre foi uma disciplina de se estudar rabiscando, fazer mil esquemas e organogramas, puxando flechinhas para todos os lados. Experimente fazer isso, organizar algumas informações em esquemas práticos, organogramas fáceis de se lembrar depois e até mapas mentais
15. Se você tem memória visual, pode ser bastante útil. Além disso: desenhe. Faça do seu jeito, não precisa ficar perfeito. Procure reproduzir as imagens da sua apostila e nomear as estruturas. Essa prática também ajuda bastante.
16. Exatas se estuda na prática, com exercícios. É importante prestar atenção nas aulas, entender bem a teoria, mas é ainda mais importante colocá-la em prática e fazer muitos exercícios. Mas também não exagere, não faça tudo o que ver pela frente. Selecione bem os exercícios que quer resolver. Faça tanto questões de múltipla escolha como questões discursivas, procure diferentes níveis de dificuldade e foque naquelas dos vestibulares os quais você pretende prestar.
17. A prática é ótima para ajudar a decorar fórmulas mas pode não ser suficiente. Nesse caso, apele para as frases e músicas que ajudam a memorizar. Tenho certeza que você já conhece algumas. Além disso, aprenda a chegar nas fórmulas mais complexas a partir de fórmulas mais simples. É melhor perder uns segundos calculando a fórmula do que esquecê-la. Além disso, aprender a deduzir a fórmula já é um exercício.
18. Cada pessoa lida com o tempo de um jeito. Alguns precisam ser mais rigorosos consigo mesmos, forçando-se a estudar em horários específicos, a seguir uma rotina mais rígida. Outros preferem estudar mais livremente, com horários mais flexíveis. Além disso, cada um rende melhor em um determinado horário do dia, existem pessoas que precisam de mais tempo do que outras para absorverem determinados conceitos, etc etc. É importante identificar esse tipo de coisa antes de organizar seus horários de estudos.
19. Mesmo a mais rigorosa das rotinas de estudo deve ser levemente flexível. Às vezes, surgem imprevistos. E, perto das provas, a rotina muda inevitavelmente.
20. Não exceda seus limites. Intervalos são importantes para descansar. Descansados, rendemos mais. Agende horários para fazer coisas que gosta, ou simplesmente não fazer nada. Durante os estudos, faça intervalos curtos para beber água, andar um pouco, alongar, comer, etc.
21. Se você tem problemas para se focar nos estudos ou para lembrar de parar e descansar, a técnica de Pomodoro pode ser muito útil.
22. Não precisa deixar de fazer as coisas que você gosta por causa do vestibular. Organizando o tempo, dá para aproveitá-lo melhor e fazer um pouco de tudo. Mas, uma ressalva: é preciso sacrificar o excesso. Você vai continuar assistindo os filmes que gosta, mas não vai conseguir assistir todos. Você vai poder sair com os amigos, mas não vai poder ser toda noite. Você vai poder beber, mas vai ter que fazê-lo com pouca frequência  e com moderação. Você vai poder ler seus livros, mas vai ter que intercalá-los com leituras obrigatórias.Você tem que estabelecer uma prioridade: o vestibular.
Durma bem. Virar a noite estudando é coisa para universitário.
23. Encontre um ambiente bacana para estudar, com boa luminosidade, temperatura agradável, cadeira confortável e espaço para espalhar seu material. Você pode decorá-lo para se sentir mais atraído a estar naquele ambiente, mas tome cuidado com o exagero. Qualquer coisa pode ser distração para quem estuda.
24. Organize-se e seja precavido. Sempre leia o edital, ele tem tudo o que você precisa saber. Confira os horários e locais de prova, vá com a maior antecedência possível, prepare os documentos e materiais necessários o quanto antes, confira tudo antes de sair de casa. Precaução nunca é demais, principalmente com esses detalhes bobos que podem te fazer perder um ano de estudo.
25. Sucesso no vestibular é uma combinação de muitos fatores: estudo, conhecimento, força de vontade, dedicação, sacrifícios, organização e até mesmo sorte. Tenha em mente que não vai ser fácil, mas vai valer a pena.

Seleção de Posts

.