29/09/2009

Faltam 4 dias para o Enem...

... e todos nós (vestibulandos) estamos meio perdidos. Porque somos cobaias muito mal orientadas do MEC. De repente, a prova triplicou de tamanho, passou a ser aplicada em dois dias e tem uma importância gigantesca. Não tivemos tempo para nos adaptar, as mudanças foram bruscas demais. Para piorar, o novo Enem significa muito mais do que o antigo. Ele é parte da nota de vários vestibulares importantes no país. Ele é o processo seletivo todo de várias universidades federais. Ele pode nos colocar dentro ou fora da faculdade. Mas, para Haddad e companhia, ele significa mostrar que o Ministério da Educação faz alguma coisa além de coçar.

Hoje, fiz aqueles quarenta exercícios-exemplo do site. Não os achei tão prolixos e cansativos como de costume, mas ainda assim são chatinhos de fazer e têm muitas, muitas informações inúteis que só nos fazem confundir. Não são difíceis. Acho que os maiores desafios da prova - pelo menos para mim - vão ser vencer o cansaço e conseguir fazer os 90 exercícios, completar o gabarito e fazer a redação nas cinco (ou quatro?) horas de prova.

Bem, o que me resta é continuar minhas revisões. Volto a postar por aqui depois da prova.

EDITADO 1/10
Dizem que a prova vazou e, diante da suspeita, a cancelaram. Quer saber? Bem feito para o MEC. Eles foram muito irresponsáveis em fazer mudanças tão repentinas. Mas não sei quão bom ou quão ruim será para nós, vestibulandos. Ganhamos algum tempo a mais para estudar - o que não acho que ajude muito, já que o Enem não exige muito estudo prévio -, mas marcar uma nova data pode ser um problemão. Eles disseram 45 dias. Pois bem, daqui há 45 dias é a prova da Unicamp. Na semana posterior, tem Fuvest e, na anterior, tem Unesp. A prova teria que ser realizada em outubro, caso contrário, vai coincidir com a data de pelo menos um ou dois vestibulares. E, diante da incompetência do ministério, duvido que eles conseguirão aplicar a prova ainda esse mês.

[comentários perdidos pela mudança no Haloscan no final de 2009]